Águas de Santa Barbara, Quinta-feira, 25 de Maio de 2017Início / Fale com a Prefeitura
Quin
25/05
28 °C
17 °C
Índice UV
6.0
Sext
26/05
27 °C
17 °C
Índice UV
6.0
Sáb
27/05
27 °C
18 °C
Índice UV
6.0
Domi
28/05
25 °C
17 °C
Índice UV
6.0

PROJETO CIDADÃO, ALUNO EM AÇÃO

1-IDENTIFICAÇÃO

Título: Projeto Cidadão, Aluno em Ação.

Local de implementação: Escolas Municipais EMEI “Profª Mirian Ephigênia von Zuben” e EMEF “Paulo Aparecido Silvério”.

Duração do projeto: previsto para o ano letivo de 2011, pretendendo ser estendido a toda comunidade a partir de 2012.

Início: 14 de fevereiro de 2011.

Proponente: Secretaria Municipal de Educação

Rua Ceará, nº 250, Jardim Sotero Costa

Águas de Santa Bárbara, CEP: 18770-000

Coordenação: Débora Regina Caetano Gregório

Secretária Municipal de Educação

Maria Eugênia Coggo Balliego

Diretora da EMEF “Paulo Aparecido Silvério”

Cibele Maria Brosco Mariano da Silva

Diretora da EMEI “Profª Mirian Ephigênia von Zuben”

Parcerias: Secretaria Municipal de Comunicação

Secretaria Municipal do Meio Ambiente

Secretaria Municipal da Agricultura

Secretaria Municipal de Saúde

APPA – Associação de Pais, Professores e Alunos da EMEF “Paulo

Aparecido Silvério”

Apoio: Prefeitura Municipal da Estância Hidromineral de Águas de Santa Bárbara

2- HISTÓRICO

As escolas municipais sempre estão envolvidas em projetos relacionados às questões ambientais e nem poderia ser diferente, já que é principalmente no ambiente escolar que se desenvolve a consciência para a prática de atitudes de respeito e preservação do espaço em que se vive. Alguns exemplos de trabalhos realizados nas escolas:

  • Visita, estudo e relatos de passeios na trilha do Horto Florestal de Manduri e trilha do Balneário Municipal;
  • Plantio de árvores às margens do Rio Pardo (Parceria Lions Club)
  • Visita, estudo e relato das micro-bacias do município (Parceria secretaria municipal do meio ambiente).
  • Estudo do lixo urbano.

Nenhuma das atividades envolveu custos e todas foram extensão das aulas de geografia e ciências.

As escolas municipais tem se destacado em projetos pedagógicos e culturais, como o Projeto Menteinovadora, que utiliza jogos de raciocínio para desenvolver o potencial dos alunos e o Projeto Alegria de Viver, que é uma parceria com a Secretaria de Cultura do Estado.

Acreditamos que essas experiências vivenciadas nos auxiliarão no desenvolvimento de um projeto ambiental de extrema importância para o nosso município.

3-JUSTIFICATIVA

O destino do lixo do nosso município, a preservação da nossa área verde nativa, o plantio de mais árvores nos bairros, os cuidados necessários para preservar a nossa água, são assuntos que vem sendo discutidos com os professores. No 2º semestre de 2010, uma parceria entre secretaria municipal de educação e a Nestlé, trouxe para o interior das escolas o Projeto Cuidar, que alimentou questões que já se discutiam mais faltava um plano de ação.

Após palestras de conscientização de que todos nós somos responsáveis pelo espaço que ocupamos e temos o dever de buscar soluções para os problemas assim como implantar hábitos que contribuam para a manutenção e melhoria da nossa cidade, ganhamos um impulso e nos sentimos responsáveis por iniciar um trabalho nas escolas, visando promover uma educação e cultura de novas práticas, de novos conceitos, que não serão passageiros, mas incorporados como valores para os nossos alunos e para a população.

Percebemos que já há uma iniciativa, ainda pequena, por parte de alguns munícipes em separar o lixo e destiná-lo a reciclagem. Não tem no município nenhuma associação ou cooperativa de catadores de lixo. Conhecemos um pai de aluno que iniciou a coleta pedindo as pessoas conhecidas na cidade que juntassem o lixo reciclável para que ele coletasse. Aos poucos ele conseguiu estabelecer contatos com compradores da região e suas atividades estão crescendo, sendo essa sua principal fonte de renda.

Existe um posto de coleta na SABESP, onde alguns moradores juntam o lixo reciclável e é esse mesmo pai que coleta, não havendo nenhum sistema de compra e venda entre os colaboradores e o coletador.

É preciso iniciar um trabalho cuidadoso para que possamos colher frutos a médio e longo prazo.

Fizemos contato com esse pai, catador de lixo reciclável, para saber se ele poderia assumir o compromisso de coletar uma vez por semana todo o material trazido pelos alunos. A idéia inicial é de formar o hábito da separação do lixo em cada domicílio e uma vez por semana, no dia determinado, cada aluno traga o lixo reciclável da sua casa.

Assim, aos poucos essa atitude vai se incorporando na rotina de todos e vamos preparando as pessoas para realizar a coleta seletiva na cidade, que deverá ser assumida pela prefeitura com a parceria das secretarias municipais e a colaboração de todos.

Como nossa cidade é pequena, os alunos representam uma parcela significativa da população e esse já será um canal de divulgação. A proposta é atingir todas as residências, para que possamos reverter a venda dos recicláveis para o atendimento das famílias de baixa renda, seja em alimentos, medicação ou outro.

Atualmente a produção diária de lixo coletada no município representa 3 (três) toneladas, o que significa aproximadamente 400 a 500 gramas por habitante.

4-OBJETIVOS GERAIS

Envolver todos os moradores na coleta seletiva.

Destinar todo lixo reciclável em benefícios a população de baixa renda e consequentemente melhorando as condições do meio ambiente.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Despertar a responsabilidade com o lixo diário produzido em casa.

Educar as famílias para separação do lixo

Diminuir o lixo do aterro sanitário.

Tornar a cidade mais limpa.

Conscientizar a população a preservar o espaço que ocupa.

6-METAS

Visamos duas ações principais, que para nós, precisam ser bem planejadas e executadas sistematicamente para daí ampliarmos:

Realizar com os alunos um trabalho artístico pintando todos os tambores de lixo que são distribuídos na cidade. Se a idéia é a preservação, na rua não pode ter lixo, o ponto principal da cidade que é o balneário deve estar limpo e consequentemente cada aluno estará atento a sua rua e seu bairro. Ao ver as lixeiras que pintaram pelas ruas logo isso remeterá às crianças a intenção da conservação do espaço. Pintar as lixeiras está implícito na proposta do destino do lixo.

Iniciar na escola, a coleta seletiva, com dicas diárias sobre a reciclagem e os benefícios ao meio ambiente, fazendo do aluno um agente na sua casa, no seu bairro e posteriormente atingindo a população.

Precisamos dar passo a passo, construindo gradativamente a consciência coletiva, aprendendo e ensinando junto as nossas crianças, que nossas pequenas ações contribuem para a preservação do lugar onde vivemos.

O lixo é um problema ambiental e econômico. A melhor alternativa é a diminuição do mesmo. Para isso, é necessário provocar a mudança de comportamento das pessoas, o que leva tempo e investimento em campanhas. Enquanto isso, ao invés de enterramos o lixo reciclável, nada mais sensato que destinarmos esse lixo que iria para o aterro às cooperativas ou indústrias de transformação.

Como forma de incentivo e continuidade das ações de coleta, a secretaria municipal de educação irá premiar mensalmente a classe que mais colaborar.

7-PLANO DE TRABALHO E ATIVIDADES

1-Leitura e discussão do projeto por toda equipe escolar.

2-Reuniões semanais com os professores para orientações, discussão de dúvidas ou aprimoramento das ações.

3-Controlar o dia de entrega dos materiais pelos alunos.

4-Coletar com o recebedor do lixo as quantidades da semana.

5-Incentivar os alunos através de faixas, cartazes e conversas sobre os benefícios da destinação do lixo fora do aterro.

6-Nas reuniões de pais que ocorrem bimestralmente informar a quantidade de lixo arrecadado, relembrando a importância do projeto.

8-Promover gincanas nos bairros que motivem a entrega de materiais recicláveis.

9-Tratar o assunto do lixo e de outras práticas educativas voltadas ao meio ambiente continuamente, aproveitando outros projetos da escola durante o ano e os temas das disciplinas dos conteúdos curriculares.

10-Procurar estabelecer parcerias com grupos e entidades que possam colaborar e auxiliar com ações voluntárias.

8-DISSIMINAÇÃO DOS RESULTADOS

Divulgar em jornal regional e no site da prefeitura o início do projeto.

Afixar mensalmente em local visível nas escolas a arrecadação por classe e geral.

Divulgar a arrecadação mensal geral no site da prefeitura.

Nas reuniões de pais apresentar os resultados das arrecadações e incentiva-los a continuar colaborando.

Postar no site da prefeitura fotos do trabalho dos alunos e das premiações do mês.

Divulgar todas as ações fora da escola que envolvam o projeto como palestras, campanhas, gincanas.

9-MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

Avaliar a participação dos alunos, das famílias e da comunidade.

Fazer registros com fotos e tabelas semanalmente para montar um arquivo com dados do projeto.

A notar progressos, possíveis erros, novas ações.

Registrar a partir de dados da secretaria do meio ambiente a diminuição do lixo reciclável no aterro.

Avaliar, se houver algum impacto ambiental.

Aferir resultados e documentar ações do projeto na mobilização da comunidade.

10-ANEXOS

Fotos impressas de projetos anteriores citados no histórico e CD com demais fotos dos projetos das escolas municipais.

Elaboração e redação:

Débora Regina Caetano Gregório

Secretária Municipal de Educação

Troca de Lâmpada
TROCA DE LÂMPADA
Prefeitura Municipal de Ribeirão do Sul - Troca de Lâmpada
Telefones públicos
GUIA DA CIDADE
Prefeitura Municipal de Águas de Santa Barbara - Guia da Cidade
Telefones públicos
TELEFONES PÚBLICOS
PREFEITURA MUNICIPAL
  • (14) 3765-1321
SECRETÁRIA DE SAÚDE
  • (14) 3765-1139
SECRETÁRIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL
  • (14) 3765-1292

ver todos os telefones...

Rua Francisco Dias Batista, nº 64, Centro.
Águas de Santa Barbara / SP - CEP 18770-000
©2017 Prefeitura Municipal de Águas de Santa Barbara - Todos os direitos reservados.
King Page - Fábrica de Software